+ uma curiosidade

Estava hoje a ler um livro chamado “Factos Marados”, quando me deparo com uma curiosidade sobre como Trotsky foi assassinado, por isso aqui vai:

Quem: Trotsky, líder comunista russo

Quando: 20 Agosto de 1940

O triste fim: Um picador de gelo espetado na cabeça. O velho amigo de Trotsky, José Estaline tinha-o levado ao exílio no México. Aí foi assassinado por um homicida Estalinista, Ramon Mercacer, que foi condenado a 20 anos de prisão e depois saiu em liberdade.

Fonte: História Horrível- Factos Marados ; Terry Deary, Martin Brown ; publicações Europa-América

Anúncios

O meu ponto de vista sobre o Voluntariado.

Voluntariado é a palavra usada pelos sonhadores para descrever o efeito de pequenas ações que mudam o mundo.

Nós não escolhemos nascer ricos ou pobre, na Ásia ou na Europa.

Nós não nascemos sabendo o dia da nossa morte, a vida é imprevisível, é feita de escolhas das quais não sabemos o resultado. Se calhar não era para estarmos a respirar neste momento, se calhar não era suposto a terra existir agora, neste momento.

As pessoas necessitadas não são mais nem menos pessoas que o destino escolheu a vida.

Acredito que as pessoas mais fortes têm a vida escolhida, pois de alguma maneira elas vão conseguir sobreviver.

As pessoas debilitadas não escolheram precisar de ajuda, por isso nós, os afortunados, devemos ajudá-los para que eles observem que não estão sós neste mundo.

Não é preciso só acreditar que o mundo pode mudar, é preciso ter força de vontade e principalmente confiar e acreditar em nós próprios porque depois de uma vida escolhida só as nossa escolhas é que a podem mudar.

Quais são as organizações que promovem o voluntariado em Matosinhos? + valores

V.E.M. – O PROJETO

O V.E.M. – Projeto de Voluntariado em Matosinhos tem por missão fomentar práticas de voluntariado no Concelho de Matosinhos, com vista à sensibilização e mobilização de pessoas, recorrendo nomeadamente a parcerias com instituições locais.

São indiscutíveis as vantagens deste projeto porquanto permite que a recolha e sistematização de informação, à escala local, seja feita por uma Organização que assume a responsabilidade de enquadrar e orientar os/as voluntários/as, na realidade institucional.

A autarquia garante o apoio técnico necessário às entidades parceiras para receber, enquadrar e orientar os/as voluntários/as, bem como a frequência em ações de formação dos/as voluntários/as e dos gestores de voluntariado, de modo a que todos aprendam e se comprometam com as práticas de voluntariado.

Assegura, de igual forma, o apoio aos técnicos/as das Instituições, no desenvolvimento e manutenção das ações de voluntariado no concelho.

Pretende-se por um lado reforçar e potenciar o trabalho em parceria e, por outro, reconhecer e valorizar o trabalho dos voluntários e das instituições.

 

Sucintamente, o que oferece o VEM?

Respostas complementares, às instituições parceiras;

Realização pessoal, aos voluntários/as;

Enriquecimento pessoal dos intervenientes no processo;

Empowerment, nas relações inter-institucionais, com vista à rentabilização de recursos;

Assegurar voluntários/as devidamente credenciados/as e preparados para o desempenho das funções;

Promover a avaliação de desempenho, contínua, da ação de voluntariado.

Associação A Casa do Caminho

 

A origem da Associação A Casa do Caminho assenta num profundo sentimento de solidariedade para com as crianças em risco. Foi a partilha deste sentimento que levou três amigas, envolvidas em serviços de voluntariado, a empenharem-se na construção de uma casa do caminho, símbolo de um local onde se recuperam energias de corpo e alma para a grande caminhada que cada pequenino ser tem pela frente.

 

MISSÃO:

Acolher, Cuidar, Proteger e Dar Carinho a crianças, dos zero aos seis anos, vítimas de qualquer tipo de violação dos seus direitos, promovendo o seu desenvolvimento integral e crescimento saudável, até à concretização do seu projeto de vida.

VALORES:

ÉTICOS

Solidariedade e afeto para com as crianças e suas famílias;

Integridade e sentido de responsabilidade;

Valorização humana

PROFISSIONAIS

Sentido de cumprimento;

Trabalho de equipa;

Exigência;

Qualificação;

Realização pessoal;

ORGANIZACIONAIS

Transparência;

Responsabilidade social;

Cumprimento da Lei;

Respeito ambiental;

Sustentabilidade.

 

Lar da Santa Cruz

 

De forma a proporcionar às crianças e jovens um acolhimento de qualidade que responda às suas necessidades emocionais, cognitivas e sociais na garantia dos seus direitos já consagrados, o projeto educativo do Lar da Santa Cruz baseia-se nos objetivos seguintes.

  1. Promover a autonomia das crianças/jovens.

1.1  Assegurar a sua higiene pessoal e apresentação física.

1.2  Praticar hábitos de alimentação saudáveis.

1.3  Realizar actividades de vida diária, nomeadamente:

  • Recados
  • Compras
  • Lidar com dinheiro/finanças
  • Andar de transportes públicos
  • Tarefas e organização domésticas

1.4  Aceder/usar recursos da comunidade, tais como:

  • Instituições bancárias
  • Unidades locais de saúde
  • Correios
  • Entre outros.
  1. Desenvolver competências pessoais e sociais, e aquisição de valores.

2.1  Comunicar consciente e eficazmente tendo em conta as dimensões verbal e não verbal da comunicação.

2.2  Desenvolver o estilo de comunicação assertivo.

2.3  Desenvolver a capacidade de resolução de problemas e gestão de conflitos.

2.4  Lidar com acontecimentos não-normativos (resiliência).

2.5  Adquirir e agir de acordo com valores, nomeadamente: respeito, paciência, responsabilidade, tolerância, diálogo, honestidade, justiça, liberdade, cooperação, entre outros.

  1. Aumentar a auto-estima e motivação para a acção.

3.1  Conhecer e aceitar as suas características individuais.

3.2  Identificar qualidades pessoais.

3.3  Apresentar novas expectativas.

3.4  Desenvolver a auto-eficácia.

3.5  Resolver problemas.

Associação Finais Felizes

Quem somos?

Somos um grupo de pais que se reuniu com vista à constituição de uma associação para angariação de recursos económicos e materiais, para proporcionar às crianças e jovens com necessidades especiais, em situação económica difícil, o acesso às terapias e actividades de que tanto necessitam. Estas terapias serão realizadas em centros especializados para cada uma das alterações do desenvolvimento.

 

História-Curiosidades aleatórias

Como a pedido da professora de história, fui pesquisar curiosidades sobre assuntos já estudados e eis o mais relevante que encontrei:

 

Fascismo-Itália

Embora tenha entrado em crise após a Segunda Guerra Mundial, alguns aspectos da ideologia fascista ainda estão presentes em alguns grupos e partidos políticos. Na Europa, por exemplo, existem partidos políticos que defendem plataformas baseadas na xenofobia (aversão a estrangeiros).

Nazismo-Alemanha

Foto-Nazismo-Momentos-Descontracao

Esta foto foi capturada em 1943, na Rússia. Nos momentos mais tranquilos da Segunda Guerra Mundial, os soldados nazistas gostavam de registrar os momentos engraçados, de diversão, mostrando um lado mais “humano”.

Foto-Nazismo-Obras-Roubadas

Esta foto foi capturada em abril de 1945, por William Vandivert, em Unterstein, Alemanha. Hermann Goering (Chefe da Força Aérea Nazista) foi o maior ladrão de obras de artes europeias durante a Segunda Guerra Mundial. Depois da queda do nazismo, soldados americanos carregam um camião com tesouros de arte recuperadas em Unterstein, Alemanha, para devolver a seus museus.

Foto-Nazismo-Ovo-Pascoa

Esta foto foi capturada em 1943, na Alemanha, e mostra soldados norte-americanos nomeando as bombas como “Ovos de Páscoa para Hitler”.

Estalinismo

Stalin foi nomeado para o Prémio Nobel da Paz por duas vezes (1945 e 1948) por sua contribuição no final da II Guerra Mundial.

Bibliografia:

-http://www.suapesquisa.com/historia/fascismo.htm;

-http://www.historiadigital.org/curiosidades/30-fotos-historicas-raras-do-nazismo/;

-http://segundaguerramundial.es/curiosidades-iosif-stalin/

(a razão do conteúdo deste post ser escasso deve-se ao facto de ter de estudar, por isso a qualidade em futuros  irá ser melhor)

Eu não estava à espera da noite

A autoestrada estava imperceptível as estrelas dos faróis scintilavamdependendo da ddisposiçãodos condutores.

Sentia-se à distância o ódio contido na espuma branca que naquela noite estava púrpura, o mar não estava sereno, o mar estava revoltado com a raça humana.

Os humanos pegaram na terra e atiram-na com tinta, formando formas geométricas semilares ás indústrias, edifícios e hospitais.

Nós destruimos a tela e voltamos a recriar-la.

Limpámos os pinceis fingimos que não fizemos nada.

Destruimos as palavras, os sentimentos, as emoções, e metemos a culpa noutra gente.

Fizemos a arte, e com as mãos pinceladas de ódio e destruição, transpomos a culpa para o sol, as estrelas, os planetas, que desde o começo que nos observam e nos estudam a fim. E quando tentamos explicar esse facto, não dá para explicar, é arte.

                                                                                                                                     Beatriz Granja

“Arte não se vê com os olhos de ver”

A arte sente-se,

com as mãos, com os pés, com a cabeça.

A arte cria-se,

com a imaginação, com tudo, com nada.

A arte nasce,

das veias corridas de sangue, tinta, palavras, sentimentos.

A arte não pensa,

demonstra.

A arte não se descreve, nem se explica.

A arte é simplesmente arte.

                                                                                                   Beatriz Granja

Joan Miró- Materialização e Metamorfose

Dado que o nosso 1º  desafio-problema deste ano se refere sobre as utilidades da arte, a nossa turma realizou uma visita de estudo ao museu de Serralves e podemos analizar a pormenor as obras do pintor “Joan Miró”.

ma·te·ri·a·li·za·ção
substantivo feminino

Acto ou efeito de materializar.

ma·te·ri·a·li·zar Conjugar
(material + -izar)
verbo transitivo e pronominal

1. Tornar(-se) material. = CONCRETIZAR

2. Embrutecer(-se).

3. Tornar(-se) visível, tangível. = CORPORIFICAR

verbo transitivo

4. Considerar como material.

“materialização”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/materializa%C3%A7%C3%A3o [consultado em 01-12-2016].
Significado de Metamorfose
s.f.Mudança ou alteração completa no aspecto, natureza ou estrutura de alguém ou de alguma coisa; transformação.[Biologia] Transformação pela qual passam alguns animais que, no decorrer do seu processo de desenvolvimento, resulta numa forma e numa estrutura completamente diferentes das iniciais.[Figurado] Alteração de personalidade, modo de pensar, aparência, caráter.(Etm. do grego: metamórphosis.eos; pelo latim: metamorphosis.is)
Sinônimos de Metamorfose
Metamorfose é sinônimo de: mudança, mutação, transformação, transmutação.
“metarmofose”, in dicio [em linha], 2009,  https://www.dicio.com.br/metamorfose/ [consultado em 01-12-2016].

Pessoalmente, eu gostei da visita, foi envolvente e cativante observar uma exposição de obras artísticas em que o autor exprimia sentimentos profundos e rubuxos em símbolos (que podem ser considerados básicos, mas, na minha opinião, foi necessário muita inteligência, curiosidade e filosofia para a sua criação e por isso serem a meu ver considerados complexos).

Um dos fatores que mais gostei na exposição foi o modo peculiar como Miró queria demonstrar que não era necessário ter de encontrar um segundo significado para a arte, como os sentimentos que o pintor tinha quando estava a realizar o quadro ou o porquê de ele ter querido demostrar aquilo, para Miró a forma como se observa a arte é tão simples como se sente e por isso o seu minimalismo, para demonstrar universalmente e em geral o sentido da obra.

Miró, utilizou igualmente objetos já criados e “reutilizou-os” nas suas obras.

Equitativamente pode observar a maneira como Miró estava indignado e enraivecido com o valor que arte tinha, por isso destruindo parte de suas obras para evidenciar o valor atribuído á arte.

“Art is never finished, only abandoned.”- Leonardo da Vinci

“The painting rises from the brushtrokes as a poem rises from words. The meaning comes later.” -Joan Miró

“For me an object is something living. This cigarette or this box of matches contains a secret life much more intense than that of certain human beings.”- Joan Miró

“I feel the need of attaining the maximum of intensity with the minimum of means. It is this which has led me to give my painting a character of even greater bareness.”. Joan Miró

#

http://www.serralves.pt/pt/actividades/joan-miro-materialidade-e-metamorfose/

 

Texto Narrativo (Policial/Mistério)- Sr.Snobe

Objeto atribuído: Saca de compras.

Sr.Snobe, cabelo curto, branco, um bigode cinzento, áspero, nariz apontado para o céu e sempre, sempre de cabeça na lua. Andava sempre de casaco de couro, longo e um pouco gasto na zona dos bolsos e tinha quase um milhão daqueles sapatos pretos que cegavam qualquer um que olhasse para eles.

Naquele dia cinzento em Nova York, pelas 10 da manhã, Sr. Snobe já se preparava para o dia, bebeu o seu café preto sem açúcar enquanto lia daqueles jornais diários que no século XXI ainda existem ainda sem se saber como.

Recebeu uma chamada do seu chefe, como sempre às, precisamente, 10:21 da manhã, mais um caso de homicídio, desta vez era diferente, asfixia com um saco de levar as compras, essa é nova.

Pegou no casaco e no cachimbo e saiu pela porta a dentro dirigindo-se para o seu local de trabalho, dois quarteirões da sua casa, num prédio velho no 8º andar. (…)

Estrelas

Astros brilhantes,

que brilham ao anoitecer;

contam-me histórias

de coisas que vão acontecer.

 

Astros brilhantes,

que brilham ao anoitecer;

cantei-me luas

e sois para eu ver.

 

Astros brilhantes,

que brilham ao anoitecer;

mandei-me conhecimentos

para eu aprender.